O ACCIONA | SAINZ XE Team enfrenta a quarta rodada do Extreme E na Sardenha

COMPARTILHAR

25/10/2021

O ACCIONA | SAINX XE Team, liderado pelos pilotos Laia Sanz e Carlos Sainz, viaja para a Sardenha, na Itália, para competir no Island X-Prix do Extreme E, a penúltima rodada do campeonato.

É evidente que a mudança climática não é um problema que afeta apenas áreas remotas. O verão de 2021 foi uma boa prova disso: altas temperaturas e incêndios devastaram grande parte do continente europeu como a Itália, palco da quarta prova do Extreme E.

Nossos pilotos Carlos Sainz e Laia Sanz estão preparados para continuar ampliando a consciência climática e competindo pela vitória na corrida para o planeta. O objetivo é continuar melhorando e dar mais um passo rumo aos lugares mais altos do pódio.

A equipe ACCIONA | SAINZ XE Team regressa às corridas do Extreme E nesse fim de semana (23-24 de outubro), dessa vez na Sardenha, no Enel X Island X Prix. A escuderia da ACCIONA tentará conquistar pontos na quarta prova do campeonato de automobilismo sustentável, que luta por visibilizar as ameaças da mudança do clima em ecossistemas ameaçados de todo o mundo.

A zona de Capo Teulada, nas costas do sul da ilha italiana, acolherá uma corrida destinada a mostrar a proximidade do aquecimento global na forma de intensas ondas de calor, secas e grandes incêndios. O Extreme E se aproxima de uma das áreas que melhor representa o impacto desse rápido aumento da temperatura: o litoral mediterrâneo.

Segundo o Sistema Europeu de Informações de Incêndios Florestais (EFFIS), a média de hectares queimados no verão passado foi de 329.797, duplicando o registro de 2020. Espanha, Itália, Grécia e Turquia foram as regiões mais afetadas.

A Sardenha substituiu a prova originalmente planejada na região amazônica do Brasil pela incidência da Covid-19.

CRESCENDO NA COMPETIÇÃO

A equipe ACCIONA | SAINZ XE Team parte da quinta posição da classificação geral, com um total de 61 pontos. A equipe da ACCIONA encara a reta final da série com as boas perspectivas de seu primeiro pódio ao acabar na terceira posição no Arctic X Prix, da Groenlândia.

A jornada da equipe ACCIONA | SAINZ XE Team no Extreme E ficou marcada por uma boa estreia na Arábia Saudita, onde quase chegou à final, problemas mecânicos em Senegal e um disputado terceiro lugar na Groenlândia. Após a Sardenha, a competição culminará no Jurassic X Prix, em Dorset (Reino Unido).

Carlos Sainz e Laia Sanz liderarão novamente a equipe ACCIONA | SAINZ XE Team para seguir crescendo e se aproximar dos primeiros postos da tabela. Eles farão isso ao volante do Odyssey 21, o off-road 100% elétrico oficial da corrida que aposta na competitividade da mobilidade sustentável mesmo nos ambientes mais exigentes do planeta.

Com essa incursão no automobilismo de ponta, a ACCIONA busca reforçar o compromisso social em torno do combate às mudanças climáticas e a necessidade de acelerar a transição para uma economia de baixo carbono por meio dos esportes de massas.

PROGRAMA LEGACY

Esta primeira edição do Extreme E propõe um formato pioneiro, pensado para promover o desenvolvimento sustentável e o combate à emergência climática, bem como a igualdade de gênero, valores com os quais a ACCIONA está comprometida.

Como em todas as corridas, o Enel X Island X Prix desenvolverá um conjunto de iniciativas ambientais para contribuir para a recuperação do ecossistema. Assim, o Programa Legacy da Sardenha apoiará os esforços de duas ONGs locais na restauração das florestas da zona de Oristano, onde ocorreram grandes incêndios, e dos prados de Posidonia oceânica, um dos grandes “depósitos” de CO2 do Mediterrâneo.

CAMPEÕES AO VOLANTE

Carlos Sainz, piloto e parceiro da equipe ACCIONA | SAINZ XE Team, ganhou em duas ocasiões o Mundial de ralis em 1990 e 1992. Ele também conta com três títulos Dakar e foi homenageado com o Prêmio Princesa das Astúrias dos Esportes 2020. Laia Sanz já foi campeã mundial de Trial em treze ocasiões e campeã de Enduro em outras cinco. Ela finalizou todas as edições do Dakar entre 2011 e 2021, tendo sido a vencedora na categoria de motos femininas. Sua participação representa o salto oficial das motocicletas para as quatro rodas.

A ACCIONA, que já liderou a primeira equipe capaz de realizar um Dakar com um veículo zero emissão, procurará demonstrar mais uma vez a confiabilidade da mobilidade elétrica e a competitividade das energias renováveis nos terrenos mais exigentes do planeta.

ARTIGOS RELACIONADOS

ARTIGOS RELACIONADOS